Toda noite.


Toda noite ao fechar os olhos, ainda sinto sua presença. Sinto o seu calor do meu lado da cama, mesmo sabendo que você não está. Sinto o cheiro do perfume que usava, mesmo sabendo que já não é mais o teu favorito. De alguma forma ao encostar minhas pálpebras, passo a ver uma história, a nossa nossa história, que tinha tudo para ser duradoura e feliz, mas que por descuido e bobeira nossa, não chegou a acontecer.


Uma história em que tentávamos de todas as formas, de todos os jeitos, e mesmo assim acabávamos nos desencontrando, nos enrolando e nos perdendo. Tentávamos ignorar, superar, passar por cima e empurrar com a barriga, e mesmo assim nada dava certo. Não tinha jeito, não tínhamos como dar certo. Não fomos feitos para dar certo. Fomos feitos para sorrir, desfrutar, amar, mas não para durar. 

Fomos feitos para ser aquele amor da vida, que não importa por quanto tempo durou, de alguma forma foi inesquecível. De alguma forma te acompanhará por toda a vida. Você poderá passar por muitos amores nessa estrada ainda, mas sempre se lembrará desse que fez teu coração vibrar. Desse que você rezava para durar. Desse que mesmo longe, mesmo no passado, de alguma forma ainda se faz presente. (Escrito por Bárbara Flores)

Comente com o Facebook: