Quando o amor vem de Deus.

Conheci a história desse casal por acaso na internet, quando cliquei para ver o vídeo em que contavam sua história e fiquei emocionada. Senti que precisava compartilhar isso porque mesmo com todas as dificuldades eles não desacreditaram do amor e nem de Deus. Ian e Larissa namoravam há 10 meses quando ele sofreu um grave acidente ajudando o pai em um trabalho nos Estados Unidos. Infelizmente, ele sofreu um traumatismo craniano. Mas nada disso impediu os planos do casal de oficializarem a união. Ela se mudou para a casa dos pais de Ian após o acidente, para ajudá-lo no tratamento e tornar a vida do namorado um pouco mais carinhosa e divertida. Na época, ele ainda não era capaz de falar ou mesmo de comer sozinho, mas mesmo com tudo, eles nunca desistiram da relação. “Ele não podia falar, não podia comer, mas sabia que ele me amava. É estranho falar isso”, afirmou Larissa em entrevista ao jornal “Daily Mail”. Na medida que Ian foi recuperando um pouco da sua comunicação e conseguindo melhorar, Larissa pediu autorização a um juiz para casar, já que Ian é incapaz de tomar qualquer tipo de decisão por conta própria e seu pai havia falecido há pouco tempo de um câncer no cérebro. Eles gravaram um vídeo que mostra cada momento do casamento e Larissa conta tudo o que aconteceu com Ian e em suas vidas. É muito emocionante!

O casal tem um site que chama IanAndLarissa, onde compartilham seu dia a dia, suas histórias e as pinturas de Ian (mesmo com dificuldades ele descobriu o dom da pintura). Essa história mostra que Deus se revela a nós de maneiras tão simples e ao mesmo tempo tão surpreendentes, mesmo nos momentos em que tudo parece impossível. O amor e a fidelidade de Deus sempre serão nosso combustível na busca pelo melhor, e que esse melhor seja o melhor de Deus pra nossas vidas. Essa história nos faz enxergar quão pequenos somos no cenário da vida e nos leva a compreender um pouco mais sobre o que é o amor de verdade quando vem de Deus. Deus estará sempre presente com aqueles que fazem as coisas por amor, por Ele.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;T udo sofre tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três mas o maior destes é o amor.” (1 Coríntios 13:4-13)

Comente com o Facebook: