Acabou, boa sorte.

Não sejamos tolos, vamos parar de nos iludir, vamos parar de insistir no que já deu o que tinha que dar. Vamos deixar a teimosia de lado um pouquinho e vamos encarar a verdade: já não dá mais, acabou. Acabou aquela necessidade da paixão, do desejo, da companhia, acabou a ilusão de que é eterno. Já não faz mais tanto sentindo assim continuar empurrando com a barriga algo que não está tendo jeito de ir para frente. Vamos largar o drama adolescente e reconhecer que já estamos grandinhos para bater o pé e fazer birra. Vamos reconhecer que foi incrível, que teve momentos ótimos, inesquecíveis, momentos tão bons que são quase capazes de passar por cima de todos os ruins. Foram ótimas risadas, abraços imensamente confortáveis, gestos extremamente carinhosos, mas foram, já não são mais. Ninguém tem culpa, aconteceu, nossos destinos simplesmente se desentenderam ou pelo meio do caminho resolveram seguir rumos diferentes. Não nos resta mais nada a não ser a certeza de quê o que passou foi bom, mas passou e chegou em um ponto que já não tem mais volta, insistir só vai tornar as coisas muito mais difíceis do que já são. Agora o que nos resta fazer é seguir em frente o nosso caminho, sem olhar para trás, levando apenas as lembranças dos momentos bons, as lições que aprendemos com os momentos ruins e a certeza de que valeu a pena em quanto durou, mas que agora nossos destinos são outros e o que está por vir é ainda melhor do que tudo o que já se passou. Não sejamos tolos, acabou, passou, está na hora de recomeçar. Boa sorte. (Escrito por Bárbara Flores)

Comente com o Facebook: