Perca de tempo.

Ultimamente tenho aguentado muita coisa da vida, tenho aturado muitas pancadas e venho suportando muitos empurrões. Ultimamente mesmo sabendo que as pessoas hoje em dia quase não possuem gratidão, tenho esperado muito delas, esperado tanto das pessoas, esperando que elas façam por mim o mesmo que eu faço ou faria por elas, e no final acabo me decepcionando cada vez mais. Mas para sendo sincera, acho que acabei me acostumando à tal ponto que nem sinto mais e quando sinto, passa rápido. Afinal, não é assim? Não é isso? A vida quer que sejamos fortes, pois é o que eu faço, eu aguento tudo. Aguento as tristezas, as mágoas, engulo o choro e guardo as palavras em um lugar que ninguém nunca irá descobrir. E assim vai, porque de tanto apanhar aprendi a me defender, aprendi quem realmente vale a pena, aprendi realmente o quê vale a pena, e aprendi que por mais forte que seja a raiva aqui dentro, não vale a pena, essas pessoas são perca de tempo, perca de sentimento, perca de vida. (Escrito por Valéria Gabardo e Bárbara Flores)

Comente com o Facebook: