O que é verdadeiro.

Essa história de “deixa voar, o que é teu volta” não é bem assim. Nada é nosso, ninguém nos pertence. Mas quem realmente gosta de você não se vai, simplesmente fica. Independente de qualquer coisa. Independente da maré ruim, dos problemas, dos obstáculos, simplesmente permanece. Não tem essa bobeira de ir e voltar, quem gosta mesmo não tem essa opção e se tem, nem considera, não vai embora. Quem gosta mesmo fica, tenta, se esforça. Quem gosta mesmo não mede esforços para cativar, para se aproximar, para permanecer. Não iluda seu coração, não segure-o, não impeça-o de seguir em frente. Quem gosta mesmo permanece, mas nem todos foram feitos para permanecerem para sempre. (Escrito por Bárbara Flores)

Comente com o Facebook: