O sorriso dele.

Eu sempre amei o sorriso dele. O sorriso dele sempre foi imensamente encantador, eu poderia observá-lo por horas e horas sem me cansar. O sorriso dele me prendia, me laçava, deixava-me hipnotizada. O sorriso dele me transmitia uma calma enorme, tinha o poder de apaziguar toda a confusão que existe em mim. O sorriso dele conseguia aquietar meu coração, conseguia pelos instantes que sorria sossegar toda minha alma. Eu faria qualquer coisa por aquele sorriso, mas infelizmente ele não faria qualquer coisa pelo meu. Eu contaria milhares de piadas bobas se fosse preciso, me vestiria de palhaça, colocava alguma máscara, daria a volta ao mundo para encontrar algo que o fizesse sorrir, mas infelizmente ele não faria a mesma coisa no meu lugar. Eu faria de tudo para amanhecer ao lado dele só para o sorriso dele ser a primeira coisa boa para eu ver no meu dia. Eu amava arrancar um sorriso dele, eu fazia questão de fazê-lo feliz só para ver aquele sorriso sereno, é uma pena que ele não fazia a mesma questão. É um desperdício da alma e do coração amar um sorriso que não ama o seu. Eu sempre amei o sorriso dele, mas aprendi que amar o meu era mais importante. (Escrito por Bárbara Flores) 

Comente com o Facebook: