Amar é estupidez.

Amar é um ciclo de estupidez. Você conhece uma pessoa, aproxima-se dela e vocês começam a criar laços. Vocês começam a se falar todos os dias, rir das piadas sem graça uma da outra e começam a trocar trechos de músicas. Vocês começam a compartilhar segredos, começam a mostrar suas manias e começam a achar o jeito um do outro encantador. Vocês começam a sair juntos e a fazer coisas juntos, começam a perceber os defeitos um do outro e ao invés de se afastarem e irem devagar, vocês mergulham de cabeça em uma relação. Vocês começam a se apaixonar de verdade e começam a tentar agradar outro, tentar alegrar outro. Vocês começam  sentir a necessidade um do outro, da presença, da pessoa. Vocês se entregam de corpo e alma e por fim entregam seus corações. Vocês começam a achar que estão em um conto de fada, onde tudo é perfeito, onde vocês foram feitos um para o outro e onde começam a fazer planos como se fossem ser felizes para sempre. Vocês passam a viver seus dias um para o outro e se disparam na frente do destino e começam a querer antecipar o futuro. Vocês começam a querer se ver todos os dias, passar todos os dias juntos, viver todos os momentos juntos, vocês começam a se esquecer que é importante ter liberdade em um relacionamento e que ter uma vida pessoal em uma vida à dois é fundamental. O tempo vai passando, o relacionamento vai sufocando e vocês começam a discutir, começam a brigar, começam a falar besteiras da boca para fora. Vocês  já não tem mais aquela paciência e compreensão que tinham no começo. E sabe os laços que vocês tinham criado no começo? Então, eles começam a virar nós. E ao invés de terem paciência, terem cautela para desatar os nós, vocês só o apertam cada vez mais e mais, e na maioria das vezes nem percebem o que estão fazendo. Aí vocês ficam se perguntando o que aconteceu, em que parte do caminho vocês se perderam um do outro, e a resposta é que vocês não se perderam, o problema é que vocês não se cuidaram. Vocês sempre estiveram ali, juntos, vocês só se perderam fazendo planos para o futuro e esqueceram de cuidar do presente, vocês se esqueceram de fazer o mesmo esforço para dar certo agora que vocês fizeram no começo. Vocês acharam que o esforço que tinham feito era suficiente e não é, não adianta nada hoje correr atrás, fazer questão, se esforçar e amanhã jogar tudo para o alto, o amor é uma rotina de se esforçar, de demonstrar, de errar, de perdoar, de fortalecer e reforçar. Amar é um ciclo de estupidez, mas não é sempre assim, na maioria das vezes somos nós que o deixamos estúpido achando que somos capazes de controlar alguém ou o amor. (Escrito por Bárbara Flores)

Comente com o Facebook: