Apenas eu.

Desculpa por não ser uma pessoa certa, sou toda e absolutamente errada, lamento muito por isso. Desculpa por não ser a mais aparentemente bonita ou por não ser a que chama mais atenção no grupinho de amigas, ou por não ser a menina que colocaria inveja em todos seus amigos. Desculpa não ser a pessoa dos seus sonhos ou ser perfeita, estou longe disso meu bem. Sou apenas a menina que tropeça nas coisas pelo caminho, que erra as palavras e fala sozinha. Que esbarra e se machuca todo tempo, aquela que tem a risada  estranha e fala fazendo gestos com as mãos. Sou apenas aquela menina que sempre vai precisar fazer um esforço enorme para esconder o que o coração sente. Vou ser sempre a menina lerda que todos tem que chamar atenção e repetir as piadas para que eu possa entender. Vou ser sempre errada, incerta, vou ser sempre eu. E se quiser é assim meu bem, tem que me amar pelo o que eu sou.
(Escrito por: Valéria Gabardo)

Comente com o Facebook: