Minha roupa não te dá direitos.

O tamanho do meu decote, não define o tamanho do meu caráter. O tamanho do meu short, não define o tamanho da minha dignidade. O tamanho da minha saia, não define o tamanho da minha integridade. Ônibus lotado não é motivo para encochar, metrô lotado não é motivo para apalpar, roupas apertadas não são desculpas para estuprar. Existe uma grande diferença entre uma cantada e um assédio, gostosa não é elogio e assovio não é para mulher, é para um animal. Não ensine sua filha a não usar roupa curta, ensine o seu filho que uma mulher têm o direito de usar a roupa que ela quiser e nem por isso quer dizer que está dando alguma liberdade para ele ou para qualquer outro homem. Não são as mulheres que precisam mudar, são os homens que precisam se conscientizar. O meu respeito por alguém não depende da roupa que ele veste, depende das atitudes que ele tem. Meu corpo, minhas regras, meus direitos. Não ensine as mulheres a temer, ensine os homens a respeitar!



Comente com o Facebook: