Tá tudo bagunçado.

Meu quarto, minha vida, meu coração, tá tudo bagunçado. Os sentimentos desorganizados, as emoções uma desordem, o amor atrapalhado, as sensações confusas, o coração um caos. Tá uma baderna, um tumulto, uma rebelião, um conflito. Tá uma agitação, um alvoroço, uma incerteza, uma pertubação. Tá tudo desarrumado, desentendido, desalinhado. A única certeza que eu tenho é que o amor é uma arte e nem todo mundo é artista. Há certas coisas que a gente não pode fazer nada, só aceitar que nem tudo é como a gente quer e muito menos como a gente espera. E seguir em frente e só. É a vida. (Escrito por Bárbara Flores)

Comente com o Facebook: