Ou é tudo ou é nada.

Ou é tudo ou é nada. Não consigo ser metade, não gosto de meio termo. Ou estou bem ou estou mal, ou estou feliz ou estou triste, ou quero ou não quero, ou é ou não é. Quando gosto de alguém gosto por inteiro. Não sei ser mais ou menos, quando eu decido eu vou, quando eu resolvo eu faço, quando eu quero tento conquistar. Meio termo, e pequenas doses não me satisfazem. Gosto do exagero, do inteiro, da intensidade. Gosto de quando me completa e quando me faz transbordar. (Bárbara Flores)

Comente com o Facebook: